domingo, 30 de novembro de 2008

Depois da tempestade vem a bonança?

Acostumada com as secas aqui no nordeste, apesar de está já a algum tempo longe do sertão, tenho plena consciência do estrago que esse problema crônico causa... Por esse motivo assisto com um certo pesar e atenção aos noticiários sobre as enchentes em Santa Catarina.

Muitos questionamentos me vêem em mente:

Será que nada vai acontecer? Ficaremos sempre ao capricho do destino? Vários pesquisadores já avisaram sobre a relação aquecimento global / enchentes, secas etc... Será necessário perdermos tudo para tomarmos uma providência?

Tá podem até dizer que é um problema complicado demais já que depende do mundo todo, certo, mas tem uns bem “fáceis” de resolver: OCUPAÇÃO DESORDENADA DO SOLO... Infra-estrutura...

Todas as cidades têm um PDU (Plano diretor Urbano) que “TEORICAMENTE” organiza o crescimento e o funcionamento da cidade...
Prefeitos, vereadores, população??? Vamos ficar esperando os desabamentos acontecerem, para depois limpar a lama e construir tudo novamente no mesmo LOCAL??

Outro dia assisti ao filme – Um ensaio sobre a cegueira... A impressão que me dá é que estamos vivendo a tal “cegueira branca” como é que podemos nos dizer civilizados quando em uma situação de calamidade pública, muitos aproveitam para saquear comércios e casas... É necessário que a policia estabeleça toque de recolher?
Não é possível pensar em “civilização” quando os instintos MAIS básicos não foram satisfeitos!

O que será feito com todo o lixo produzido (móveis, colchões, utensílios etc)? sabe aquela frase: SEU CONSUMO TRANSFORMA O MUNDO!!! Acho que é isso ai...

Vamos mudar de atitude e esperar que depois da tempestade REALMENTE venha a bonança.

10 comentários:

Iza disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Iza disse...

Maria, sempre incomparável em defesa do que é nobre e justo. É maravilhoso vê-la de volta!
Beijos!

ju disse...

Muito bom o seu questionamento, Maria! Porque é um absurdo, ainda hoje, o cidadão ter que enfrentar problemas básicos de infraestrutura das cidades.

Problemas que já deveriam ter sido sanados em todas as cidades do país. Porra, na hora de cobrar impostos ninguém alivia... E o que é que a gente viu? Além de cidadãos humildes, que mal têm o que colocar à mesa, havia também muitos cidadãos que pagam seus impostos e que perderam tudo. E tanto um quanto outro não têm a menor idéia do que o Estado vai fazer efetivamente para resolver o seu problema. Olha, Maria, não tem nada que me irrite mais...

E quanto à consciência em relação à degradação do meio-ambiente o problema vai muito mais além... Ultrapassa nossas fronteiras. É de doer!...

Bjs, Maria, e inté!

icommercepage disse...

Eu vi um cientista dizendo que o aquecimento global ja é irrevercível, fomos longe demais, a irresponsabilidade, a ganância e a falta de fiscalização nos levou a um estado irreversível.
No segundo caso, não tenho a menor dúvida, dá para melhorar. A urbanização, fundo de calamidades, no caso de SC deveria ser maior, no mais, nunca estaremos livre de situações assim, principalmente, regiões, baixas e próximas aos rios.

Rodrigo Piva disse...

Pois é, Maria... Nada acontece. As vezes me sinto um pecador pensando que as coisas só mudariam se desastres acontecessem com nossos queridos políticos, mas eles sempre estão imunes, distantes, em suas bolhas de dinheiro farto, mordomias, etc. É triste pensar assim, mas não vejo luz no fim do túnel. A natureza se renova, mas pra isso ela obrigatoriamente tem de recuperar seu espaço e as formas de isso acontecer a gente vê como são...

Beijo, parabéns pelo artigo!!

Valter Montani disse...

Oi Maria, "sai da lata", rs "lembra dessa?"

bem.... se não lembra eu explico:
é um comercial do óleo Maria, mas focando no seu post, infelizmente os governantes não investem em infraestrutura por que não dá para colocar placa para fazer inauguração com pompas e também não investem em educação.
Com isso nosso país está perdendo terreno e uma grande oportunidade de crescimento sustentável, espero que essa tragédia em Santa Catarina como em outros estados não seja vista apenas como oportunidade de audiência para TV ou venda para jornais e revistas.
Eu recebi um relato de um amigo que morava em minha cidade natal e agora está em Itajai (local mais atingido)
Olha Maria....é de arrepiar,vão levar muito tempo para recuperar os prejuízos materiais.

Abraços.

Daniela Figueiredo disse...

Oi, Maria:
Realmente a enchente de Santa Catarina nos faz pensar que fomos longe demais. Estamos cuidando bem do nosso planeta? Precisamos - urgente - investir em educação ambiental. O que aconteceu não passou de um reflexo da natureza ao que oferecemos a ela. Vamos torcer pela conscientização, esta sim vem acompanhada da bonança.
Beijos.

Du disse...

Concordo plenamente com você, Maria.
Será que algum dia, conquistaremos a "civilização" humana? Não creio...

Beijos, bom dia!

lugirão disse...

Pois é , esse é um assunto que deve sempre estar na pauta, eu já falei sobre isso também, é muito descaso.

beijos

Iza disse...

Passando para avisar que ao invés de Diário de Iza passei a ser Simplesmente Iza