terça-feira, 14 de outubro de 2008

Não deixe, que lhe tirem até seu cachorro-quente

Em tempos de crise financeira lembrei desse texto.

O original foi publicado em 24 de fevereiro de 1958 em um anúncio da Quaker State Metais Co. Em novembro de 1990 foi divulgado pela agência ELLCE, de São Paulo.


" Um homem vivia na beira da estrada e vendia cachorro-quentes. Não tinha rádio e, por deficiência de vista , não podia ler jornais, mas, em compensação, vendia bons cachorro-quentes. Colocou um cartaz na beira da estrada , anunciando a mercadoria, e ficou por ali, gritando quando alguém passava: Olha o cachorro-quente especial!!


E as pessoas compravam. Com isso, aumentou os pedidos de pão e salsichas, e acabou construindo uma boa mercearia.


Então, mandou buscar o filho, que estudava na universidade, para ajudá-lo a tocar o negócio, e alguma coisa aconteceu.


O filho veio e disse: Papai, o senhor não tem ouvido rádio? Não tem lido jornais?


Há uma crise muito séria, e a situação internacional é perigosíssima!


Diante disso, o pai pensou: Meu filho estudou na universidade! Ouve rádio e lê jornais, portanto deve saber o que está dizendo!


E então reduziu os pedidos de pão e salsichas, tirou o cartaz da beira da estrada, e não ficou por ali, apregoando os seus cachorro-quentes.
As vendas caíram do dia para a noite, e ele disse ao filho, convencido: Você tinha razão, meu filho, a crise é muito séria!"
Conclusão: Informação é tudo, sensatez é um pouco mais.
Abraços

12 comentários:

maguillasan disse...

Bela matéria,gostei muito mesmo.E parabéns pelo novo layout,muito bonito também.

Rodrigo Piva disse...

Ótima crônica, Maria! Como diz o ditado, o bom empreendedor que venda, por exemplo óculos escuros, não desiste quanto fecha o tempo. Passa a vender guarda-chuvas.
Beijão

Luiz Caio disse...

Oi Maria! Boa Tarde!
Eu diria também, minha amiga... Que informação é quase tudo, a auto confiança é um pouco mais, e a sensatez... É tudo!

SUA GENTILEZA, ATENÇÃO,E CARINHO. LHE TORNA IMPORTANTE, E MUITO QUERIDA... EU É QUE JÁ SOU SEU FÃ, MARIA!

BEIJOS.

Du disse...

hummmmm...bela lição!
Gostei, Maria!

Beijos!

Luciana disse...

Exatamente,como ser sensato sem estar bem informado? Ótimo texto! ótimo blog! Abçs!

Daniela Figueiredo disse...

Oi, Maria:
Adorei a crônica. Sensatez e autoconfiança são ótimas 'armas' para que não tirem nem o nosso cachorro-quente! Beijos.

Iza disse...

Sabe, Maria! Já aconteceu comigo umas cinco vezes, de colocar o olho em um blog e dizer: olha desse eu gostei, vou linkar direto. E tenho vários amigos que conheci assim...
Adoro o jeito como escreves.
Simples, direto e profundamente reflexivo.
Beijos!

lugirão disse...

Excelente, e se aplica direitinho ao momento em que estamos vivendo. Acredito que vai se dar bem, quem conseguir apesar da crise, investir no seu negócio, e acreditar no seu potencial.

bom fim de semana,bjos

berenice disse...

Tempos de crise, tempos de criatividade. Tem que ser...

Abraços Maria e obrigada pela visita.
Berenice

ju disse...

Acho que esse texto coloca em questão aquela antiga máxima: Quem detem a informação detem o poder.

Pois é, Maria! O final do ano vai chegando e eu vou ficando cada vez mais atolada de trabalho, o tempo cada dia mais reduzido... Hoje arranjei um tempinho maior para tentar colocar em dia as minhas visitas e cá estou.

Bjs, bom fim de semana, e inté!

PS: Legal o novo lay do blogue.

Nacir Sales disse...

Um pensando em música,2 pensando em música, 3 pensando em música, 4 pensando em música..1.000 pensando em música: show.
Um pensando em crise, 2 pensando em crise, 3 pensando em crise, 1 bilhão pensando em crise: crise de pensamento.

Nacir Sales disse...

MARIA,
Publicamos no Blog Dr. Negociação, no post semanal DOMINGO É DIA DE BLOG, um comentário e link com o seu Blog. Espero que goste. Parabéns pelo seu trabalho!